História

Sejam Bem Vindos!

A Associação de Apoio à Criança em Risco – ACER Brasil foi constituída em novembro de 1993 com um grande ideal: oferecer um caminho efetivo de recuperação para crianças que vivem na rua.

O início do trabalho foi junto a meninos de rua da área central de São Paulo, adotando uma proposta de recuperação baseada em retirá-los das ruas, resgate da auto-estima e o apoio de famílias extensivas.

A partir de 2001, o programa de recuperação integrou estratégias preventivas com a implantação do projeto Espaço Cultural Beija-Flor.

O Espaço foi criado com a proposta de desenvolvimento de um Programa Preventivo, oferecendo atividades culturais, educativas e sociais à população em situação de vulnerabilidade social da periferia sul de Diadema e São Paulo, como forma de evitar a evasão de novas crianças e jovens para as ruas e cuidar para que tivessem uma alternativa aos caminhos autodestrutivos presentes em sua realidade.

Observando o desenvolvimento do Programa Preventivo, em março de 2003 à ACER Brasil praticou uma série de renovações: decidiu dedicar-se exclusivamente no desenvolvimento educacional e no atendimento social com foco na prevenção; transferiu suas atividades para um novo local, o Espaço Comunitário ACER Brasil, no bairro Eldorado; formou uma nova diretoria e conselho, elegendo uma nova presidente após 6 anos de gestão continuada - à Dra. Vera Regina Ferreira Fontes, advogada com um extenso histórico de mais de 10 anos de atuação na defesa dos direitos humanos.

Em julho de 2005 foram eleitas a nova diretoria e a segunda presidente - Eunice Bins Collado, para o mandato até 2009; na mesma Assembléia foi votado o novo estatuto social da ACER Brasil, reformulado com base no novo código civil e introduzindo uma série de mudanças que promovem uma modernização da gestão da ACER Brasil, entre elas a criação do Conselho de Jovens e Conselho de Pais das crianças e jovens atendidos pela ACER Brasil.

Também em 2005 um grupo composto por funcionários, coordenadores e diretores realizou o planejamento estratégico para os próximos cinco anos, com a facilitação e consultoria do Instituto Fonte. Neste momento a missão foi revisitada e passou a ser: "Resgatar a dignidade de crianças e jovens promovendo a transformação do meio social".

Para atender a missão, a ACER Brasil atua com programas e atividades fomentando o desenvolvimento humano e a intervenção comunitária.

Áreas de Atuação

1) Educação e Cultura - Com atividades da Biblioteca Comunitária ACER Brasil que conta com um acervo de mais de 12 mil livros que podem ser emprestados, e atividades regulares de mediação de leitura; ACER Brasil Capoeira e o Programa Raízes do Brasil com oficinas de percussão, contos e brinquedos e brincadeiras brasileiras e africanas, proporcionando às crianças e jovens o conhecimento e a valorização da cultura africana e a sua relação com o meio em que vivem. Há também um grupo avançado de percussão para crianças que queiram aperfeiçoar suas habilidades.

2) Assistência Social – Trabalha exclusivamente com crianças e famílias que necessitam de Proteção Especial de Média Complexidade e oferece acompanhamento indivdual e familiar. Desenvolve um programa de erradicação de trabalho infantil, serviço e acompanhamento individual e orientação sócio-familiar e o projeto Família Guardiã, que apoia com acompanhamento familiar e subsídio financeiro a colocação de crianças que tem sido tiradas das suas familias pelo poder judiciário sob forma de guarda com membros da sua família extensa.

3) Desenvolvimento Comunitário – Desenvolve o Projeto Catalisar, que realiza ações de desenvolvimento econômico comunitário e sustentável com educação econômica para a população, pesquisa e coaching de empreendedores e grupos; agrega parcerias para micro finanças, educação sobre empreendedorismo e profissionalizante. Também conta com a incubadora social que apoia grupos informais da comunidade para que, no máximo de dois anos, se tornem ONGs independentes.

4) Protagonismo Juvenil – oferece apoio à adolescentes de 14 a 18 anos para desenvolverem seus próprios projetos de melhoria da vida escolar e comunitária. Realiza o programa Histórias Transformando o Futuro, capacitando adolescentes para realizarem sessões de Mediação de Leitura, Contação de Histórias e Teatro de Fantoches para crianças do Ensino Pré-Escolar e Fundamental I em escolas públicas.